Notícia

3min leitura

Almoçar sozinho ou não?

Pode parecer viagem, mas isso vale para os investimentos e para a vida

Por Thiago Salomão

10 out 2022 10h54 - atualizado em 10 out 2022 10h59

A conclusão é: sempre busque ouvir quem pensa diferente de você. Isso é fundamental para validar aquilo que você acredita ou descobrir que suas convicções precisam de um ajuste ou, quem sabe, podem estar erradas. Isso vale nos investimentos e vale na vida.

(Sim, comecei o texto pela conclusão para ter certeza que a mensagem principal chegará aos bilhões de leitores desta newsletter – por que hoje o texto vai ser mais viajado que o normal).

Comecei meu último sábado da mesma forma que os anteriores: coloquei em dia a leitura que não deu tempo de fazer durante a semana, preparei meus cachorros para um passeio e enquanto isso fui ouvindo o “Puro Malte”, podcast apresentado por Roberta Scrivano e que reúne três dos principais sócios da Empiricus – Felipe Miranda, Rodolfo Amstalden e Beatriz Nantes.

(Aliás, fica a dica de podcast: o Puro Malte humaniza as pessoas que estão por trás da Empiricus. Acho que toda empresa de serviços deveria passar por essa experiência de se abrir ao público. Claro que excesso de exposição não é pra todos, mas quem tem jogo de cintura pode conseguir uma valiosa conexão com seu cliente).

Neste último episódio, o primeiro tema levantado foi “almoçar sozinho ou acompanhado”. Bia e Rodolfo valorizam a experiência de almoçar sem ninguém, levando apenas um livro. Eles até tiraram onda com o fato de existir um livro chamado “Nunca Almoce Sozinho”.

Enquanto ouvia o papo, abri a minha agenda e…

(não tem almoço marcado na quarta por que é feriado, rs)

Antes que eu me questionasse se minha agenda está mais ocupada do que deveria, o produtor do Puro Malte, Nelson Carneiro, soltou uma frase genial em defesa aos extrovertidos, que me identifiquei demais: “eu gosto de ver a vida em movimento, por isso eu estou sempre me movendo porque eu gosto de ouvir o que as pessoas têm pra contar”.

Ouvir o que as pessoas têm pra contar. Com essa simples frase do Nelson, eu consegui definir o que tenho feito nos últimos 5 anos da minha vida profissional. Desde as conversas com os personagens do livro “Fora da Curva”, às entrevistas semanais com gestores de fundos no InfoMoney, passando pela criação do Stock Pickers e agora com o Market Makers.

Durante minha carreira, sempre busquei pela diferenciação, por fazer o que ninguém estava fazendo. Essa é nossa missão diária no Market Makers: essa busca por trazer histórias ou abordar temas ligados ao mercado financeiro de uma maneira que ninguém faz.

Bia e Rodolfo mexeram comigo: é bem provável que eu reserve pelo menos um almoço por semana para eu mesmo e meus livros. Mas eu preciso continuar ouvindo o que as pessoas têm pra contar.

Salomão, muito legal, mas…. O que isso tem a ver com investimentos?

Ouça quem pensa diferente. Ouça quem tem uma opinião contrária à sua. Você só validará seus argumentos e criará casca se for confrontado – e jamais haverá confronto se você só conversa com quem pensa igual.

Quando trabalhava na Rico, eu e o Matheus Soares soltamos uma recomendação de Banco Inter na carteira de small caps. Antes de publicar a análise, conversamos com um gestor que estava “short” (apostando na queda das ações) justamente para validar nossas convicções. Felizmente o gestor não conseguiu nos persuadir, pois a ação subiu mais de 60% nos dois meses pós-call.

É inclusive o que exercitamos na carteira do Market Makers. Inclusive, a nossa carteira começou voando com uma forte alta semana passada, com 3 ações do portfólio subindo de 10% a 20%. Se você ainda não é membro da comunidade, clique aqui e saiba mais.

Hoje, o mercado inteiro diz que a Selic vai começar a cair em 2023. O que nós fazemos então? Buscamos alguém que pensa diferente e trouxemos para conversar semana passada do nosso podcast – no caso, o professor do Insper, Roberto Dumas Damas.

Antes de encerrar, um recado em linha com nosso assunto: gravaremos hoje o episódio que vai ao ar na quinta com um convidado cujas ideias vão bem fora do senso comum. Quem for membro da Comunidade MMakers já pode mandar as perguntas para ele, mas o público geral só vai saber quinta às 18h.

Compartilhe

Por Thiago Salomão

Fundador do Market Makers, analista de investimentos CNPI-P, MBA em Mercados Financeiros na Fipecafi e na UBS/B3. Antes de fundar o MMakers, foi editor-chefe do InfoMoney, analista de ações na Rico Investimentos, co-fundou o podcast Stock Pickers e foi sócio da XP de 2015 a 2021

thiago.salomao@mmakers.com.br