Notícia

2min leitura

Cuidado com as previsões

Não encare o mercado como um jogo de azar

Por Josué Guedes

25 jan 2023 10h26 - atualizado em 25 jan 2023 10h29

Quem disser que haverá uma recessão em algum momento nos próximos anos irá acertar. Mas quem tentar prever quando, provavelmente irá errar.

A expectativa de uma recessão é diferente da sua previsão. Pode parecer contraditório, mas não é, porque historicamente as recessões e os mercados de baixa ocorrem com certa frequência. Porém, tentar prever o momento exato desses eventos é tarefa inglória, apesar de suas ocorrências quase naturais.

Se você ainda não entendeu como essa dinâmica “natural” funciona, fica aqui a recomendação da brilhante explicação do investidor Ray Dalio sobre Como a Máquina da Economia Funciona.

Voltando, sabendo que recessões ocorrem, mas que dificilmente você saberá quando, para um investidor, a questão estratégica para lidar com isso se torna muito mais comportamental.

De acordo com o Comitê de Datação de Ciclos Econômicos (Codace), de 1980 até hoje, o Brasil viveu 9 períodos de recessão econômica, uma média de cerca de duas por década. Considerando que o país muito provavelmente continuará sendo o que sempre foi, essa pode ser uma boa base de expectativa para os próximos anos.

Quem planeja investir pelos próximos 40 anos, por exemplo, saberá que as coisas tendem a piorar economicamente pelo menos oito vezes. Pode ser que tenhamos boas surpresas e esse número seja menor, ou não. Mas tendo em mente a natureza cíclica da economia, esse é um bom “chute”, algo que passa bem longe de uma previsão.

Saber diferenciar a expectativa de uma previsão é fundamental no nível psicológico, porque esperar recessões e mercados de baixa será algo natural e não te provocará surpresa quando acontecerem. Isso faz parte do jogo. Mas sabendo que é quase impossível acertar quando os tempos ruins virão, ficará mais fácil se livrar da tentação de antecipar as crises modificando suas posições – comportamento que, segundo Peter Lynch, já tirou mais dinheiro dos investidores do que as próprias correções em si.

Essa mentalidade não é tão sedutora quanto a ideia de poder prever crises e fazer fortunas – algo bem retratado em alguns livros e filmes, mas bem menos comum do que se imagina, porque o cemitério dos perdedores é bem silencioso. Contudo, com certeza irá te livrar do arrependimento de perder dinheiro encarando o mercado com um jogo de azar.

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br