Notícia

4min leitura

Dois fundos que você devia prestar atenção

Duas grandes oportunidades para você

Por Thiago Salomão

05 set 2022 10h40 - atualizado em 05 set 2022 11h00

Caros 7 leitores da CompoundLetter,

Eu sei que essa coluna visa trazer algum insight ligado ao universo do mercado financeiro, mas hoje serei mais “direto ao ponto” e trarei duas indicações de investimentos que se encaixam muito bem na carteira de investidores mais arrojados.

Trata-se de dois fundos de investimentos (um multimercado e um fundo de ações) que eu tenho muito apreço e que reabriram para captação agora. Eles fecharão assim que atingirem o capacity (limite estipulado pela gestora), o que pode acontecer bem rápido, dependendo da demanda.

O multimercado é o Vista Hedge e o fundo de ação é o Forpus Ações.

VISTA HEDGE

Se você acompanha o MMakers de perto, vai lembrar que o gestor do Vista Hedge, João Landau, esteve no episódio de estreia do nosso podcast (não viu? Confira aqui). O Vista Hedge foi criado em 2018 e ele é uma versão mais “light” do principal fundo da casa, o Vista Multiestratégia: ele busca ter um terço da volatilidade do “fundo mãe”.

Apesar de ser mais calmo, o Vista Hedge acumula rendimento de 77% desde sua criação (maio de 2018), o que lhe coloca como o 3º melhor multimercado do Brasil, segundo levantamento com mais de 50 fundos semelhantes na indústria. Ele perde apenas para o fundo “mãe” Vista Multiestratégia e para o SPX Nimitz.

Olhando só para 2022, o Vista Hedge está rendendo 20,5%, ou “CDI + 12,8%”. O motivo? Conforme Landau nos explicou no ep#01 do MMakers, o fundo carrega uma posição comprada em petróleo há um longo tempo e hoje eles dividem esse call com uma posição que ganha com o fechamento da curva de juros (ou seja, com a queda nas projeções para taxa de juros) ao redor do mundo.

Conheço a Vista Capital desde 2020 e fiz minha primeira entrevista com o Landau em 2021. Logo percebi que ele tinha uma forma peculiar de montar sua carteira, equilibrando posições em diferentes ativos de forma a descorrelacionar a carteira e usando muitos derivativos para não só proteger suas posições mas também para acelerar seus ganhos se o mercado andasse numa direção favorável.

“Salomão, não vale a pena esperar o Vista Multi reabrir ao invés de investir no Vista Hedge?”

Não, não vale. Os sócios da gestora já me deixaram claro que não pretendem reabrir o Vista Multi. A solução é aproveitar o Vista Hedge enquanto ele ainda está aberto – sabe-se lá por quanto tempo ele ficará disponível.

O Vista Hedge está disponível em várias plataformas. Nos nossos sócios da Empiricus Investimentos, você pode fazer a sua RESERVA hoje (invista através deste link). O investimento é para público-geral e a aplicação mínima inicial é de R$ 5 mil.

FORPUS AÇÕES

Assim como o Vista Hedge, o Forpus Ações também se diferencia pela forma como monta proteções na sua carteira. O “Forpão” (apelido que o fundo ganhou em meio aos investidores) acumula 430% de retorno desde sua criação. Em 2022, está rendendo 22%, contra alta de 4% do Ibovespa.

O fundador e principal gestor da casa é o Francisco de Andrade, também conhecido como “Chicão”. Conheço o Chicão há uns 6 anos e ele sempre foi muito recluso: todas as entrevistas que fiz com ele foram presenciais na Forpus. Registro em vídeo? Nem pensar, apenas em texto. Fica com Luiz Nunes, CEO da gestora, a missão de explicar as estratégias do fundo.

Basicamente, o “Forpão” se divide em três caixas: a primeira tem cerca de 130% do PL comprado em teses de maior convicção; a segunda tem cerca de 30% em posições “shorts” (vendidas); a terceira caixa é onde ficam as “proteções”, que podem estar em opções, juros, ações e câmbio.

É justamente essa terceira caixinha, das proteções, que me brilham os olhos: sempre que há um evento muito volátil no mercado, a cota do fundo tende a explodir. Guardo com muita clareza dois eventos marcantes, que foram o pré-impeachment de 2016 e as eleições de 2018.

Em março de 2016, o Ibovespa disparou 17% por conta do início do processo de impeachment da presidente Dilma. Já o Forpão rendeu incríveis 72%.

Em 2018, a alta foi mais emblemática, pois pude avisar sobre esta oportunidade aos leitores do Infomoney (na época, eu era chefe da redação de lá). Em julho, fizemos uma matéria alertando sobre um fundo que estava com uma estratégia preparada para enfrentar a volatilidade das eleições (segue abaixo a manchete da notícia da época):

Quem seguiu o alerta, se deu bem: nos primeiros 10 dias de outubro, o Forpus Ações já tinha rendido mais de 35% (manchete abaixo). Naquele mês, ele encerrou com rentabilidade de 46,1%.

Nem precisa ser Sherlock Holmes para entender onde eu quero chegar: estamos diante de mais uma eleição presidencial e, coincidência ou não, o Forpus Ações acaba de reabrir para captação.

O Forpus Ações está disponível na plataforma dos nossos sócios da Empiricus Investimentos (invista através deste link). A aplicação mínima de início é R$ 1.000.

Importante: atente-se aos riscos. Embora ambos fundos sejam vencedores, eles sofrem oscilações em janelas menores. O Forpus Ações, por exemplo, caiu 19% somente em junho deste ano (mesmo assim, ele acumula ganhos de 22% em 2022). Valide com si próprio se aguenta esse tipo de volatilidade no curto prazo.

Compartilhe

Por Thiago Salomão

Fundador do Market Makers, analista de investimentos CNPI-P, MBA em Mercados Financeiros na Fipecafi e na UBS/B3. Antes de fundar o MMakers, foi editor-chefe do InfoMoney, analista de ações na Rico Investimentos, co-fundou o podcast Stock Pickers e foi sócio da XP de 2015 a 2021

thiago.salomao@mmakers.com.br