Notícia

2min leitura

O segredo do maior empregador do Brasil

Abílio Diniz no Market Makers

Por Josué Guedes

02 fev 2023 11h23 - atualizado em 03 fev 2023 11h24

Texto originalmente publicado na CompoundLetter, a newsletter do Market Makers. Inscreva-se na newsletter gratuitamente deixando o seu e-mail aqui

Empreender e empregar milhares de pessoas no Brasil é um desafio para poucos. É preciso ser otimista por natureza para dar conta do desafio, mas só isso não basta.

Num país em que as decisões políticas parecem sobrepujar as melhoras econômicas, a esperança se torna fundamental para continuar acreditando, investindo e crescendo, porque os ruídos fazem muitos desistirem pelo caminho.

Ser um otimista esperançoso, na visão do maior empregador do Brasil, Abílio Diniz, é o que o fez atravessar dezenas de crises sem desistir do nosso país.

Aos 86 anos, Diniz enxerga o atual momento do país com serenidade e acredita que o novo governo será mais pragmático do que o mercado precifica.

Numa entrevista exclusiva para o Market Makers na LAIC (Latin America Investment Conference), evento anual do Credit Suisse, Diniz explicou sua visão para 2023, o que acha da intervenção do Estado na economia e ainda sobrou tempo para falar sobre sua paixão pelo São Paulo FC.

Confira agora essa curta, mas excelente conversa com Abílio Diniz (clique aqui).

Além da conversa com Diniz, no segundo dia de evento, fizemos mais dois painéis que você poderá conferir hoje no episódio #30.

No primeiro painel, Daniel Leichsenring, economista-chefe da Verde Asset, fez uma releitura da sua visão externada dias antes do segundo turno da eleição do ano passado (relembre aqui). Naquela época, Leichsenring estava muito pessimista e o mercado acabou convergindo para a opinião dele, o que o faz parecer até menos pessimista ou relativamente otimista agora.

No segundo, dois gestores de ações com larga experiência, Duda Rocha, da Occam, e Bruno Garcia, da TRUXT, fizeram uma análise macro e de diversas posições dos fundos com opiniões divergentes sobre determinados ativos. Um dos casos é Vale, em que um está vendido e o outro chegou a estar comprado. Sobre a trajetória dos juros no Brasil e no mundo, os dois também possuem visões distintas.

Esse episódio duplo estará disponível para você hoje às 18h!

Entre para o nosso Telegram e não perca nenhuma atualização sobre episódios, newsletters e saiba tudo sobre a nossa Comunidade.

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br