Notícia

2min leitura

Desculpa, Paulo Guedes: o desabafo de um veterano do mercado

Para Alfredo Menezes, da Armor Capital, Guedes acertou mais que errou na gestão econômica do país durante a pandemia

Por Josué Guedes

19 ago 2022 16h42 - atualizado em 27 ago 2022 04h08

Em 2018, muita gente falou “meu voto não é no Bolsonaro, é no Paulo Guedes”.

4 anos se passaram e essa relação “Paulo Guedes + Mercado” foi longe de ser uma lua de mel: muitas frustrações, críticas e descrença fizeram parte das análises econômicas de muitos gestores e participantes do mercado.

Mas para Alfredo Menezes, que tem mais de 40 anos de atuação nesse mundo, com experiência de tesouraria e diretoria de instituições, é preciso reconhecer que houve mais pontos positivos do que negativos na gestão PG.

Essa reflexão foi feita no episódio #08 do Market Makers, quando trouxemos na conversa este tweet que ele fez no dia 10/08 e que trouxe uma grande polêmica naquela rede social:

“Eu mesmo achava [que o PIB iria cair]. Isso era consenso e já se falava em setembro do ano passado. E nós vamos crescer 2,5% e quem sabe até 3% […] Em 2021, a expectativa geral do mercado era que a relação dívida/PIB iria ‘explodir’. A gente fechou em 80% […] Qual foi o economista que imaginava que o desemprego iria cair esse ano? Aponte-me um economista renomado. Não teve. E olha que está caindo bem o desemprego”, explicou o gestor durante o episódio.

Além disso, para Menezes, Guedes conseguiu promover uma reforma administrativa silenciosa, não reconhecida pela Faria Lima.

“Tivemos uma reforma administrativa silenciosa que diminuiu o tamanho da máquina [pública]. O cabide de empregos diminuiu. As empresas públicas deram ‘porrada’ no resultado. Diminuiu os funcionários do executivo. Então, a reforma administrativa que o Guedes fez não foi pequena”, comentou o Menezes.

Após pontuar as previsões erradas do mercado e destacar o que na sua visão foram acertos do atual ministro, Alfredo fez uma ressalva que ele já fez no Twitter e refez na nossa entrevista: essa mea culpa às medidas feitas durante a pandemia é no lado ECONÔMICO, e não no lado da SAÚDE.

“Não estou aqui para defender Guedes, Bolsonaro e nem nada. Só estou aqui para fazer uma mea culpa, porque o cara não é esse ‘bosta’ que todo mundo tá querendo pintar”, desabafou o gestor.

Esse trecho sobre Paulo Guedes está perto do minuto cinquenta, mas o episódio teve várias outros assuntos — a evolução do mercado brasileiro, o que faz o investidor estrangeiro vir ao Brasil, por que eles estão no Twitter etc — que fazem valer a pena escutar durante mais de uma hora e meia os dois titãs da fintwit: Alfredo Menezes e Rodrigo Campos.

Confira o episódio #08 na íntegra aqui.

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br