Notícia

2min leitura

Os 7 mitos de investimentos mais perigosos para os investidores

Escute Peter Lynch e não cometa esses erros

Por Josué Guedes

03 maio 2023 15h54 - atualizado em 05 maio 2023 03h58

Em 1989, Peter Lynch, um dos maiores gestores de todos os tempos, recebeu um telefonema de Warren Buffett, CEO da Berkshire.

Quem atendeu foi sua filha, e lhe disse: “É o Sr. Buffett na linha”.

Lynch pensou que fosse um de seus amigos brincando com ele, pois sua filha tinha apenas 6 anos.

Não era um trote, e Buffett disse a Lynch que tinha adorado seu novo livro “One Up on Wall Street”, um clássico no qual Lynch explica seu estilo de investimento.

E então Buffett fez um pedido: “Quero usar uma linha dele no meu relatório de fim de ano. Posso, por favor, usá-la?”

“Claro. Qual é a linha?”, Lynch perguntou.

A frase que Buffett queria citar era esta: “Vender seus vencedores e manter seus perdedores é como cortar as flores e regar as ervas daninhas”.

Lynch diz ter ficado extremamente honrado com o pedido de Buffett. Oito anos depois daquele telefonema, comentou que ter Buffett citando-o em um relatório anual foi “tão emocionante quanto ser convidado para a Casa Branca”.

Além desta brilhante frase que explica brilhantemente um erro comum dos investidores, Lynch ensinou em seus livros quais são os 7 mitos de investimentos mais perigosos para os investidores:

1) “Já caiu tanto, não vai cair mais”

Na década de 70, as ações da Polaroid caíram de US$ 140 para US$ 107. Muitos investidores disseram que se caísse abaixo de US$ 100, era “buy”.

A Polaroid então quebrou e em 9 meses estava em US$ 18. Em 2001, a empresa atingiu US$ 0,28 e foi deslistada.

2) “Se já subiu tanto, como poderia subir mais?”

Se você investiu em Apple depois do iPhone, ganhou muito dinheiro.

Se você investiu em Amazon depois da AWS, ganhou muito dinheiro.

3) “Uma hora volta”

Em 1999, a Blockbuster possuía mais de 9.000 locadoras de vídeo nos EUA, empregava 84.000 pessoas em todo o mundo e tinha 65 milhões de clientes.

Uma década depois, a Blockbuster entrou com pedido de falência com mais de US$ 900 milhões em dívidas.

4) “São apenas US$ 3, não vou perder muito”

Se seu vizinho compra US$ 10.000 de uma ação a US$ 50 e a ação está agora a US$ 3… e você coloca US$ 25.000 nessa mesma ação a US$ 3… se ela for a zero, quem perde mais?

5)  “Olhe para todo o dinheiro que eu perdi por não ter comprado”

O mercado é como um terminal de ônibus, sempre haverá outro se você perder um.

Você não pode perder dinheiro em uma ação que não possui.

6) “A ação subiu, devo estar certo. A ação caiu, devo estar errado”

O intervalo médio de oscilação de uma ação na NYSE entre sua máxima e sua mínima é de 50% ao longo do século passado em qualquer ano.As ações sobem e descem muito, isso não significa que você está certo ou errado.

7) “Essa é a nova…”

Comprar “o próximo…” ou “a nova…” geralmente não dá certo.

Nikola não é a próxima Tesla.

Em O Jeito Peter Lynch de Investir você conhecerá ainda mais a filosofia de investimento e a história desse investidor que conseguiu um retorno composto de 29% entre 1977 e 1990.

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br