Podcast

01h 37min

Esperançoso com 2023? Tenho uma má notícia pra você

”A única certeza que temos em 2023 é que teremos uma recessão”

Por Josué Guedes

19 dez 2022 16h41 - atualizado em 04 jan 2023 03h05

Inscreva-se

Tome cuidado ao ouvir esse episódio se você é daqueles que se enche de esperança quando um novo ano começa!

Recebemos os gestores da Genoa Capital, Emerson Codogno e Mariano Steinert, sócios-fundadores e gestores da estratégia macro da casa, que tem um dos melhores fundos multimercados de 2022, para falar do que esperar em 2023. Na visão deles, a única certeza que temos é que virá uma recessão nos EUA – a dúvida é quando e de qual tamanho. A reabertura na China é o 2º grande tema para acompanhar, pois ele é tido como fundamental para que o Brasil não sofra tanto em 2023.

Porém, até essa reabertura chinesa pode ter consequências negativas no mundo. Conclusão: a Genoa nunca esteve com um nível de risco tão baixo. Apesar da “bad vibe”, foi uma grande aula de cenário macro para fechar o ano!

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NESTE EPISÓDIO

  • Como e por que a Genoa opera câmbio
  • Como a Genoa conseguiu ficar entre os melhores multimercados em 2022
  • O que esperar de 2023
  • Reabertura da China: como isso afetará o mundo
  • A reabertura da China pode salvar a economia brasileira em 2023?
  • A única certeza de 2023: recessão nos EUA
  • Como a reabertura da China pode reascender a inflação global
  • Principais posições da Genoa para 2023
  • Vantagens de operar países subdesenvolvidos

CONVIDADOS

Emerson Codogno: Graduado em engenharia de produção pela Escola Politécnica de São Paulo, USP (1996), com pós-graduação em Risco e Gestão pela Yale School of Management, Codogno iniciou sua carreira na mesa proprietária de câmbio do Banco BBM em 1996. Transferiu-se para a Itaú Asset Management em 2006, onde atuou na gestão de renda fixa e câmbio dos fundos Itaú Hedge e Itaú Hedge Plus e de onde saiu em 2010 para fundar a Kapitalo Investimentos. Retornou à Itaú Asset em 2013 e seguiu atuando na gestão dos multimercados, em conjunto com André Raduan e Mariano Steinert até o início de 2020.

Mariano Steinert: Mestre em Economia pela PUC-Rio, com graduação em economia pela mesma instituição, Steinert iniciou sua carreira em 2005 no Banco Modal, e juntou-se à equipe de gestão de renda fixa e moedas de países G7 do Banco BBM no mesmo ano. Em 2007, transferiou-se para a Gávea Investimentos, onde passou pelas mesas de mercados emergentes e Brasil, sempre com foco em moedas e renda fixa e tendo se tornado sócio em dezembro de 2009. Ingressou na Itaú Asset Management em julho de 2010, onde atuou na gestão de renda fixa e câmbio dos fundos Itaú Hedge e Itaú Hedge Plus, em conjunto com Emerson Codogno e André Raduan até o início de 2020.

LIVROS RECOMENDADOS

Emerson Codogno

Rápido e devagar: Duas formas de pensar (Daniel Kahneman)

Vale Tudo: O som e a fúria de Tim Maia (Nelson Motta)

Mariano Steinert

In an Uncertain World: Tough Choices from Wall Street to Washington (Robert Rubin e Jacob Weisberg)

Do que eu falo quando falo de corrida (Haruki Murakami)

Desrecomendação: The Deficit Myth: Modern Monetary Theory and the Birth of the People’s Economy (Stephanie Kelton)

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br