Podcast

01h 49min

Guilherme A. Ferreira: como investe um dos maiores ativistas da bolsa de valores

Por Josué Guedes

11 jul 2023 17h05 - atualizado em 21 jul 2023 05h00

Inscreva-se

Guilherme Affonso Ferreira entrou no mercado de ações nos anos 1980 para diversificar os negócios da família.

Conseguiu nessa época retornos impressionantes. Seu investimento mais famoso foi Unibanco, que lhe rendeu 70% ao ano por mais de 20 anos – e em dólares!

Sua forma de investir: ver quais os setores que estão “condenados” pelo mercado e encontrar ali as melhores ações. Bastante ativo nas empresas que investe, Guilherme já foi conselheiro em mais de 30 empresas e compartilhou bastidores do caso mais emblemático: a Petrobras de 2015 a 2018.

Convidado do nosso 52º episódio, Gulherme comentou também sobre as três maiores posições do seu fundo (Rumo, Raízen e B3), por que ele não gosta de diversificação, investimento de impacto, como não vender uma ação que está subindo, entre outras coisas mais.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NESTE EPISÓDIO

  • Como o Guilherme foi parar no mercado de ações
  • Como o Plano Cruzado gerou uma oportunidade de investimento em Unibanco
  • Como se descobria um bom um investimento no passado
  • O que Guilherme viu em Unibanco e por que a resiliência atrapalha tanto o investidor brasileiro
  • Por que é tão importante entender quem são os controladores de uma empresa
  • A filosofia de investimentos da Teorema e as principais teses da carteira
  • Quais são as elétricas preferidas da carteira da Teorema
  • Como foi a reestruturação da Petrobras e a experiência de Guilherme enquanto conselheiro entre 2015 e 2018
  • Como é o trabalho de um conselheiro de empresa
  • O que está acontecendo com a 3R
  • Por que a bolsa está barata e a logística vai “nadar de braçadas” no Brasil
  • Por que Guilherme tem uma visão positiva sobre investimentos de impacto e o ESG no Brasil
  • Por que a renda variável vai ganhar espaço no Brasil

CONVIDADO

Guilherme Affonso Ferreira: Formado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP, Guilherme Affonso Ferreira começou a investir na bolsa na década de 1980 para diversificar os negócios da família. Desde então, fez diversos investimentos extremamente rentáveis e possui um vasto histórico como conselheiro de diversas empresas (Petrobras, Arezzo, B3, M Dias Branco etc). Em 2007 fundou a Teroema Capital, gestora em que atua como chairman.

LIVROS RECOMENDADOS

Guilherme Affonso Ferreira

A Primeira Guerra Mundial: Que acabaria com as guerras (Margaret MacMillan)

Cem anos de solidão (Gabriel García Márquez)

Compartilhe

Por Josué Guedes

josue.guedes@mmakers.com.br